Workshop Classificação Internacional Para a Prática de Enfermagem

A autonomia profissional do enfermeiro traduz-se em várias, dimensões do seu agir e plasma-se, também, na documentação que produz. A Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem (CIPE®) é uma taxonomia que representa o que os enfermeiros observam/apreciam – diagnósticos e resultados de enfermagem – e as acções que perspectivam para resolver os problemas de saúde – intervenções de enfermagem.

Neste sentido decorrer entre os dias 23 e 27 de abril de 2018 na Universidade do Mindelo, num total de 12 horas letivas o Workshop Classificação Internacional Para a Prática de Enfermagem (Cipe®).

Este workshop destinado a 30 alunos integrará momentos de palestra e momentos de trabalho em grupo, em torno de casos clínicos diferentes. No trabalho em grupo, os estudantes são desafiados a aplicarem as regras da CIPE na construção de diagnósticos, de resultados e de intervenções de enfermagem, através da procura dos termos adequados no livro da CIPE.

Os principais objetivos:

  • Conhecer o percurso histórico que conduziu ao reconhecimento da CIPE pela Organização Mundial de Saúde;
  • Discriminar os principais objectivos da CIPE e a sua utilidade para a documentação da prestação de cuidados e para o ensino e investigação de Enfermagem;
  • Apresentar os elementos estruturais da CIPE e a forma como se encontra organizada;
  • Construir diagnósticos de enfermagem possíveis, com base no confronto entre dados clínicos, características definidoras dos termos da CIPE e as áreas de autonomia da profissão de Enfermagem;
  • Construir resultados de enfermagem possíveis, com base no confronto entre dados clínicos, características definidoras dos termos da CIPE e as áreas de maior autonomia da profissão de Enfermagem;
  • Decidir sobre os diagnósticos de enfermagem mais adequados a cada situação de cuidados, com base nos resultados de enfermagem a serem alcançados;
  • Construir intervenções de enfermagem possíveis, a partir do confronto entre dados clínicos, as características definidoras dos termos da CIPE e as áreas de maior autonomia da profissão de Enfermagem;
  • Decidir sobre as intervenções de enfermagem mais adequadas à natureza do diagnóstico de enfermagem e aos resultados de enfermagem que se pretendem atingir.